foto3.jpg
Está aqui:   Início Lampejos Carmelitas
Lampejos Carmelitas
Novena de Nossa Senhora do Carmo - 4.º Dia PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

4º DIA: MARIA, MULHER CONTEMPLATIVA

 

alt


À escuta da Palavra: A  visita dos magos (Mt 2, 1-12)

 

Tendo Jesus nascido em Belém da Judeia, no tempo do rei Herodes, chegaram a Jerusalém uns magos vindos do Oriente. E perguntaram: «Onde está o rei dos judeus que acaba de nascer? Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo.» Ao ouvir tal notícia, o rei Herodes perturbou-se e toda a Jerusalém com ele. E, reunindo todos os sumos sacerdotes e escribas do povo, perguntou-lhes onde devia nascer o Messias. Eles responderam: «Em Belém da Judeia, pois assim foi escrito pelo profeta: E tu, Belém, terra de Judá, de modo nenhum és a menor entre as principais cidades da Judeia; porque de ti vai sair o Príncipe que há-de apascentar o meu povo de Israel.» Então Herodes mandou chamar secretamente os magos e pediu-lhes informações exactas sobre a data em que a estrela lhes tinha aparecido. E, enviando-os a Belém, disse-lhes: «Ide e informai-vos cuidadosamente acerca do menino; e, depois de o encontrardes, vinde comunicar-mo para eu ir também prestar-lhe homenagem.» Depois de ter ouvido o rei, os magos puseram-se a caminho. E a estrela que tinham visto no Oriente ia adiante deles, até que, chegando ao lugar onde estava o menino, parou. Ao ver a estrela, sentiram imensa alegria; e, entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, adoraram-no; e, abrindo os cofres, ofereceram-lhe presentes: ouro, incenso e mirra. Avisados em sonhos para não voltarem junto de Herodes, regressaram ao seu país por outro caminho.

 

Reflexão: Que pensariam José e Maria vendo diante de si estes homens misteriosos que tinham vindo de longe para ver Jesus? Contudo, o Filho de Deus fez-se Homem para todos, também para estes “estrangeiros”. Maria compreende e também lhes mostra Jesus. Maria é a verdadeira contemplativa, isto é, a que sabe ver a realidade com os olhos de Deus. E nós? Somos contemplativos? Conseguimos ver a realidade como Deus a vê? Somos capazes de dar Jesus aos outros que encontramos, sejam conhecidos ou não, do meu país ou não, ricos ou pobres?

 

Oração: Santa Maria, mulher contemplativa, ensina-nos a conservar no nosso coração as situações de cada dia para nos empenharmos em vê-las com os olhos de Deus. Santa Maria, mulher contemplativa, ensina-nos a ver naqueles que encontramos o rosto do teu Filho e a não fazer qualquer tipo de discriminação.

 

Compromisso: Não julgar as pessoas que encontro durante o dia, mas ver em cada uma o rosto do Senhor.

 

 
Por ti PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Por ti


alt

 

Só por causa de ti, ainda que fosse para vir uma só vez para ti, Jesus teria ficado na solidão de um tabernáculo durante séculos: medita isto e corresponde-Lhe.

 

Beata Maria Cândida da Eucaristia

 
Há Alguém que é mais forte do que o mal PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Há Alguém que é mais forte do que o mal

 

alt


Quando lemos a vida dos mártires, de ontem e de hoje, ficamos maravilhados ao ver a fortaleza com que enfrentam as provações. Esta fortaleza é sinal da grande esperança que os animava: nada e ninguém poderia separá-los do amor de Deus que lhes foi dado em Cristo Jesus. Nos tempos de tribulação, devemos crer que Jesus vai à nossa frente e não cessa de acompanhar os seus discípulos. A perseguição não está em contradição com o Evangelho; antes pelo contrário, faz parte dele: se perseguiram o divino Mestre, como podemos esperar que nos seja poupada a luta? Assim, mesmo no meio do turbilhão, o cristão não deve perder a esperança, julgando-se abandonado. Jesus assegura-nos: «Até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais!» Como se dissesse: Nenhum dos sofrimentos do homem, nem mesmo os mais íntimos e ocultos, passam despercebidos ou são invisíveis aos olhos de Deus. Deus vê; e, seguramente, protege e resgata-nos do mal. De facto, no nosso meio, há Alguém que é mais forte do que o mal; Alguém que sempre ouve a voz do sangue de Abel que clama da terra. Com esta certeza, os mártires não vivem para si, não combatem para afirmar as próprias ideias e aceitam morrer apenas por fidelidade ao Evangelho. A única forma de vida do cristão é o Evangelho. O martírio não é sequer o ideal supremo da vida cristã, porque, como diz o apóstolo Paulo, acima dele está a caridade, o amor a Deus e ao próximo. Repugna aos cristãos a ideia de que, nos atentados suicidas, aqueles que os fazem se possam chamar «mártires»: naquele desfecho final, não há nada que lembre a atitude dos filhos de Deus. A lógica evangélica aceita, nos cristãos, a prudência e até a esperteza, mas nunca a violência. Para derrotar o mal, não se podem adotar os métodos do mal.

 

Papa Francisco, Resumo da Audiência Geral de 28 de Junho de 2017

 
Solenidade do Sagrado Coração de Jesus PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

- 23 de Junho -

 alt

  • Chegando, porém, a Jesus, como o vissem já morto, não lhe quebraram as pernas, mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança e, imediatamente, saiu sangue e água (Jo 19, 33-34).
  • A Igreja teve sempre em tal estima a Devoção ao Sagrado Coração de Jesus, e de tal modo continua a considerá-la, que se empenha totalmente no sentido de a manter florescente em todo o mundo, e de a promover por todos os meios possíveis (Papa Pio XII).
  • A Eucaristia e a Cruz são os mananciais dos quais o Sagrado Coração se expande em ondas de amor, de graça, de misericórdia (Padre Dehon).
  • O Seu Coração é o sinal natural e o símbolo do Seu Amor sem limites para com a humanidade (Papa Pio XII).
  • Que eu obtenha da Tua amada bondade a graça de ter o meu nome escrito no Teu coração, para depositar em ti toda a minha felicidade e glória, viver e morrer na tua bondade (Santa Margarida Maria de Alacoque).
  • O Coração do Homem-Deus não julga os corações humanos. O Coração chama. O Coração «convida». Com este fim foi aberto com a lança do soldado (São João Paulo II).
  • Aprendei do Coração de Deus e nas próprias palavras de Deus, para poderdes aspirar ardentemente às coisas eternas (São Gregório Magno).
  • Levar Cristo ao coração do mundo. Trazer o mundo ao coração de Cristo (Padre Dehon).
  • O Sagrado Coração de Jesus, transpassado pelos nossos pecados e para nossa salvação, é considerado sinal e símbolo por excelência… daquele amor com que o divino Redentor ama sem cessar o eterno Pai e todos os homens (O Catecismo §478).

 

 

 
Navegando para o porto da eternidade PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Navegando para o porto da eternidade


alt

 

Às vezes sentia-me só, muito só. Como nos dias da minha vida de internato, quando passeava triste e doente pelo enorme pátio, não me cansava de repetir estas palavras que sempre faziam renascer a paz e a força no meu coração: “A vida é o teu navio e não a tua morada”. Quando era muito pequenina estas palavras levantavam-me o ânimo. E, no entanto, hoje, apesar dos anos que fazem com que desapareçam tantos sentimentos de piedade infantil, a imagem do navio continua a fascinar a minha alma, ajudando-me a suportar este desterro. 

Santa Teresa do Menino Jesus

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 10 de 82

Calendário Carmelita

Julho 2018
D S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4

Estatísticas

Visualizações de conteúdos : 1705085

Utilizadores Online

Temos 115 visitantes em linha