foto5.jpg
Está aqui:   Início Vocações
Vocações
Decálogo da história e da espiritualidade carmelitas PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Decálogo da história e da espiritualidade carmelitas

  1. Nascemos no final do século XII no Monte Carmelo.
  2. Recebemos a Regra ou norma de vida no princípio do século XIII.
  3. Jesus Cristo é o “projecto da nossa vida” e “segui-lo é a nossa meta”.
  4. Maria, nossa Mãe e Irmã, ensina-nos a “gerar” e a ser “portadores da vida de Deus no mundo”.
  5. Elias, nosso Pai, mostra-nos como “viver na presença de Deus” e “ser profetas da justiça e da paz entre os pobres”.
  6. Os santos carmelitas, “mestres do Espírito”, oferecem-nos, com o testemunho das suas vidas e da sua doutrina, “trilhos” que nos conduzem pelo caminho da união com Deus.
  7. A contemplação, coração do carisma carmelita, unifica a nossa vida de oração, fraternidade e serviço.
  8. O Escapulário, “sinal do amor solícito e da protecção maternal de Maria”, reveste-nos de Cristo e faz-nos membros da Família Carmelita.
  9. A Família Carmelita é formada por religiosos, religiosas, monjas e leigos.
  10. O nosso lema: conhecer, amar, imitar e irradiar Jesus e Maria.
 
Oração pela vocações carmelitas PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Oração pelas vocações carmelitas

Pai santo, Vós quisestes que a Ordem do Carmo fosse adornada com o nome da humilde Mãe do vosso Filho. Concedei a esta vossa Família muitas e santas vocações religiosas, contemplativas, missionárias e laicais, que, pela íntima união convosco, pela oração, fraternidade e zelo apostólico, a exemplo do profeta Elias e da Virgem Maria, revelem ao mundo o vosso amor misericordioso e dêem a conhecer a todos, no fogo do Espírito, a presença viva e amorosa de Jesus Cristo, nosso Senhor, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amen

 
Carta aos Jovens PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Carta aos Jovens

Jovem,

A vida é um caminho. Tu estás em caminho mas não vais só: contigo caminham também muitos outros irmãos e irmãs. Uns caminham com entusiasmo, outros lamentam-se, outros buscam apoio no teu braço, para que os ajudes a subir a encosta. Lá em cima encontra-se Jesus de Nazaré que deseja manifestar-te todo o seu carinho.

Há uns oitocentos anos, um grupo de pessoas iniciou um caminho, uma peregrinação em direcção à Terra Santa: deixaram as suas casas, os seus entes queridos, os seus haveres, e puseram-se a caminhar. Nos seus corações escutaram o chamamento do Senhor, e desejavam viver para sempre com Ele. Seguir Jesus era a sua maneira de responder com generosidade e alegria à sua vocação. Este grupo de peregrinos estabeleceu-se no Monte Carmelo e deu origem aos que hoje conhecemos como CARMELITAS.

No Monte Carmelo, lugar onde habitou o Profeta Elias e onde desenvolveu a sua missão profética, levavam uma vida de oração e penitência. No centro das grutas e das pequenas celas, construíram uma capela em honra da Virgem Maria, a qual, desde então, é chamada pelos Carmelitas de Mãe e Irmã. Em 1247 o Papa Inocêncio IV aprovou a norma de vida (Regra) que o Patriarca Alberto de Jerusalém lhes dera.

Talvez perguntes: qual é o “carisma” desta família religiosa, isto é, quais são as características que definem um Carmelita e que o Carmelo oferece ao nosso mundo? Fundamentalmente são três:

  • Experiência de Deus. O Carmelita busca Deus, quer aproximar-se d'Ele e vivê-Lo. A oração é o fundamental neste caminho de espiritualidade, alimentado pela Palavra de Deus e pela Eucaristia.
  • Fraternidade. A experiência da presença de Deus abre-nos e lança-nos para os irmãos. O Carmelita é chamado a viver uma intensa vida de fraternidade, compartilhando com simplicidade e austeridade o que tem e o que é.
  • Serviço. O lugar do Carmelita é estar no meio do povo, especialmente dos pobres e excluídos, caminhando com ele em vista da libertação integral.

A inspiração de Maria (o Escapulário expressa a nossa consagração a ela) e de Elias, fazem também parte da identidade do Carmelo.

Hoje em dia a Família Carmelita, que abarca os religiosos, religiosas e leigos de qualquer condição, está presente em todos os continentes, empenhada no campo da espiritualidade, da vida cristã, da pastoral, da educação, das missões, comprometida com a causa dos pobres, ao lado dos oprimidos e de quantos procuram a Deus de coração sincero. Nenhum espaço humano está excluído desta presença silenciosa e discreta.

Esta Família, desde o início, deu à Igreja e ao mundo grandes figuras de homens e mulheres de Deus, numerosos santos e santas. Basta recordar alguns: Santo Alberto de Trapáni, São Simão Stock, São Pedro Tomás, Santo André Corsini, Santa Maria Madalena de Pazzi, São Nuno de Santa Maria, São João da Cruz, Santa Teresa de Jesus, Santa Teresa do Menino Jesus, Beata Isabel da Trindade, Beato Tito Brandsma, mártir em Dachau em 1942, Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein), mártir em Auschwitz em 1942... e muitos outros. Além dos mais conhecidos há milhares de pessoas que com a sua vida de oração e de compromisso profético, tornam presente no nosso mundo o Reino de Deus.

Também tu és chamado a ser santo! Se tens muito, dá muito; se tens pouco, dá pouco; mas dá SEMPRE!

 
Vocação Carmelita PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

1.  O nosso propósito de vida:

  • Viver em obséquio de Jesus Cristo e servi-lo fielmente com coração puro e recta consciência.
  • Seguir Jesus e servi-lo na Igreja, imitando os modelos da Virgem Maria e do Profeta Elias.

2.  De Maria aprendemos a ser de Deus para O servir no próximo

  • Maria é toda de Deus e convida-nos a ser todos de Deus, a louvar a Deus com os nossos corpos, com o nosso serviço, o nosso acolhimento, transformando as nossas relações com Deus e com o próximo.

3.  Maria ensina-nos o que significa «crer»!

  • Crer vem do latim, credere, “cor dare” – dar o coração, por isso, é muito mais do que um simples consentimento ou a ausência de qualquer dúvida.
  • Crer é entregar totalmente o coração, é colocar-se por completo à disposição de Deus.

4.  De Maria recebemos o Escapulário

  • A devoção a Maria exprime-se, entre os carmelitas, mediante o Escapulário.
  • O Escapulário é sinal e memorial da comunhão com os irmãos da Ordem do Carmo, que se dedicam ao serviço de Nossa Senhora para o bem de toda a Igreja.
  • O Escapulário é um espelho da humildade e da castidade de Maria; pela sua simplicidade ele convida-nos a vivermos na modéstia e na pureza.

5.  O espírito de Elias repousa sobre a Ordem do Carmo

  • Elias é o profeta da obediência à Palavra do Senhor.
  • Procuramos, como ele, viver na Presença de Deus, sob a nova Aliança sinalizada na Eucaristia.
  • Reconhecemos na nossa vocação um chamamento ao ministério profético, de denúncia e anúncio, de chamamento do povo à obediência à Palavra de Deus.

6.  O manto profético atravessa os séculos

  • Num mundo ainda marcado pelo pecado, na luta contra as potestades espirituais e os poderes terrenos da maldade, Deus levanta, no meio do seu povo, o seu Corpo, a Igreja, pessoas com o carisma especial do profetismo.
  • A missão profética é irrecusável, é importante, e terá êxito pela unção do Espírito de Deus.

7.  O nosso carisma e compromisso:

  • Meditar dia e noite na Lei do Senhor, mantendo o espírito alerta por meio da oração.
  • Celebrar a presença de Cristo na Eucaristia.
  • Partilhar a vida na fraternidade.
  • Servir a Igreja com espírito operoso.
  • Manter o espírito vigilante e silencioso na oração.

8.  O nosso Promotor Vocacional:

Frei Rogério da Silva Torres, O. Carm.
CEOC – Ordem do Carmo
Tel. 213 875 179 /Fax. 213 873 507
Rua de Santa Isabel, 128
1250-208 LISBOA

Mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 


Calendário Carmelita

Julho 2014
D S
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2
Agosto 2014
D S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6

Estatísticas

Visualizações de conteúdos : 465369

Utilizadores Online

Temos 30 visitantes em linha