foto18.jpg
Está aqui:   Início
Frases sobre a Bíblia

Frases sobre a Bíblia


alt

 

  • Evangelho significa em latim boa notícia ou boa nova. Podemos empregá-la sempre que se anuncia uma notícia feliz, mas reservou-se-lhe o uso para designar a mensagem divina, anunciada pelo Salvador (Santo Agostinho).
  • Abrindo-nos à palavra de Cristo, acolhendo-O e o seu Evangelho, cada membro da Igreja será também fecundo na sua vida cristã (São João Paulo II).
  • A Palavra que Deus nos dirige em Jesus já não é uma entre muitas outras, mas a sua Palavra eterna” (Papa Francisco).
  • As coisas reveladas por Deus, contidas e manifestadas na Sagrada Escritura, foram escritas por inspiração do Espírito Santo. Com efeito, a santa mãe Igreja, segundo a fé apostólica, considera como santos e canónicos os livros inteiros do Antigo e do Novo Testamento com todas as suas partes, porque, escritos por inspiração do Espírito Santo (Dei Verbum).
  • Com o seu exemplo, Nossa Senhora nos ensine a acolher a Palavra, a cultivá-la e a fazê-la frutificar em nós e nos outros! (Papa Francisco).
  • Muitas vezes e de muitos modos falou Deus antigamente aos nossos pais, pelos Profetas. Nestes dias, que são os últimos, falou-nos por seu Filho, a quem fez herdeiro de todas as coisas e pelo qual também criou o universo (Hb 1, 1-2).
  • Ler a Sagrada Escritura significa pedir o conselho de Cristo (São Francisco de Assis).
  • A Sagrada Escritura é um diálogo permanente entre Deus e o homem, um diálogo progressivo no qual Deus se mostra cada vez mais perto, no qual podemos conhecer sempre melhor a sua face, a sua voz e o seu ser; e o homem aprende a aceitar que conhece Deus, a falar com Deus (Bento XVI).
  • É a Palavra de Deus que sensibiliza os corações, que os converte a Deus e à sua lógica, que é tão diferente da nossa; é a Palavra de Deus que renova continuamente as nossas comunidades. (Papa Francisco).
  • Porque a palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração. Nenhuma criatura lhe é invisível. Tudo é nu e descoberto aos olhos daquele a quem havemos de prestar contas (Hb 4, 12-13).
  • Desconhecer a Escritura é desconhecer Cristo (São Jerónimo).
  • Portanto a Palavra desceu, a fim de que a terra, que antes era um deserto, produzisse os seus frutos para nós (Santo Ambrósio).
  • A Virgem Maria vos sirva de modelo não só pela sua generosa docilidade à palavra de Deus, mas também, e primeiramente, pelo seu modo de aceitar o que lhe tinha sido dito! (São João Paulo II).
  • O próprio Jesus é a Palavra divina que se fez carne no seio virginal de Maria: nele, Deus revelou-se plenamente, disse-nos e deu-nos tudo, abrindo-nos os tesouros da sua verdade e da sua misericórdia (Bento XVI).
  • O Evangelho não é conhecido na sua integridade, como deveria sê-lo. Por isso, não é valorizado, não é amado como merece, por nós cristãos (São João Calábria).
  • Quando rezamos, falamos com Deus. Quando lemos a Sagra Escritura, Deus fala connosco (Santo Isidoro).
  • A fé cristã não é uma “religião do Livro”. O Cristianismo é a religião da “Palavra” de Deus, “não de uma palavra escrita e muda, mas do Verbo encarnado e vivo”. Para que as Escrituras não permaneçam letra morta, é preciso que Cristo, Palavra eterna de Deus vivo, pelo Espírito Santo nos “abra o espírito à compreensão das Escrituras (Catecismo da Igreja Católica, §108).
  • A Bíblia é um espelho que reflecte a nossa mente. Nela vemos a nossa face interior. Das escrituras aprendemos as nossas belezas e deformidades espirituais. E ali também descobrimos o progresso que estamos a fazer, e quão longe estamos da perfeição (São Gregório Magno).
  • Com efeito, nos livros Sagrados, o Pai que está nos céus vem amorosamente ao encontro dos Seus filhos e conversa com eles; e é tanta a força e a virtude que se encerra na palavra de Deus, que é, na verdade, apoio e vigor para a Igreja, e, para seus filhos, firmeza da fé, alimento da alma, fonte pura e perene da vida espiritual (Dei Verbum).
  • As palavras de Jesus incutem sempre esperança! (Papa Francisco).
  • Do Evangelho fiz o meu tesouro mais precioso (Santa Teresa do Menino Jesus).
 
Acto de confiança

Acto de confiança

 

alt

 

Meu Deus, estou tão convencido que velais sobre aqueles que em Vós confiam, e que nada pode faltar a quem de Vós tudo espera, que resolvi viver para o futuro sem preocupação alguma, e descarregar sobre Vós todas as minhas preocupações. “Em paz me deito e descanso, porque Vós, Senhor, me firmastes na esperança” (Sl 4, 9).


Podem os homens despojar-me dos bens e da honra, pode a doença roubar-me as forças e os meios para Vos servir, posso até perder a graça pelo pecado; mas o que nunca perderei é a esperança; conservá-la-ei até ao último alento da minha vida, embora todas as potências infernais se esforcem em vão por me roubar. “Em paz me deito e descanso”.


Esperem outros a felicidade das suas riquezas e talentos; confiem na inocência da sua vida, no rigor da sua penitência, no número das suas boas obras ou no fervor das suas orações. Vós, Senhor, a mim me constituístes na esperança. Quanto a mim, toda a minha confiança se funda nesta mesma confiança. Ela nunca enganou ninguém. “Nunca ninguém esperou em Deus e ficou confundido” (Sir 2, 11). E assim, estou seguro de que serei eternamente bem-aventurado, porque espero firmemente sê-lo, e é de Vós, ó meu Deus, que o espero. “Confiei em Vós, Senhor, jamais serei iludido” (Sl 30, 2).


Conheço e sei demasiado como sou frágil e volúvel. Não ignoro quanto podem as tentações contra as mais robustas virtudes. Vi cair as estrelas e derrubar as colunas do firmamento; mas nada disso me mete medo. Enquanto esperar, ficarei a coberto de todas as desgraças; e estou seguro de esperar sempre, porque espero até esta invariável esperança.


Finalmente, estou certo que nunca será demasiado tudo o que em Vós espere, e que nunca poderei ter menos do que de Vós souber esperar. Espero, portanto, que tereis mão nas minhas inclinações mais violentas, e me defendereis dos assaltos mais furiosos, e fareis triunfar a minha fraqueza dos meus mais temíveis inimigos.


Espero que me amareis sempre, e que também eu Vos hei-de amar incessantemente. E para levar a minha esperança tão alto quanto ela pode subir, de Vós mesmo Vos espero, ó meu Criador, para o tempo e para a eternidade.

 

São Cláudio La Colombière, SJ – Apóstolo do Sagrado Coração de Jesus

 
Se buscas Deus

Se buscas Deus

 

 alt


Há pessoas que desejam, sinceramente, encontrar Deus, porém não sabem qual o caminho a seguir. Sem dúvida, cada um tem de fazer o seu próprio percurso pessoal e ninguém pode indicar, a partir de fora, os passos concretos que devemos dar, porém há sugestões que podem ajudar a todos. Eis aqui algumas:

  1. Se buscas a Deus, antes de tudo, deixa de ter medo dele. Há pessoas que, quando ouvem falar de Deus, começam a pensar nas suas misérias e pecados. Este tipo de medo de Deus afasta-te dele. Deus conhece-te e deseja-te. Ele saberá encontrar o caminho para entrar na tua vida, por mais medíocre que ela seja.
  2. Não tenhas pressa. Age com calma. Há pessoas que, durante uns dias, movem-se muito, rezam, querem livros, buscam métodos para fazer oração; em poucos dias abandonam tudo e voltam à vida de sempre. Tu, caminha devagar! Descobre, humildemente, a tua pobreza e necessidade de Deus. Ele está junto de ti desejando fazer-te viver.
  3. Desce ao teu coração e chega às raízes mais secretas da tua vida. Tira todas as máscaras. Como podes ir disfarçado(a) ao encontro de Deus? Não tens necessidade de ocultar as tuas feridas nem a tua desordem. Pergunta-te sinceramente: O que estou buscando na vida? Por que não há paz no meu coração? O que necessito para viver com mais alegria? Por aí encontrarás um caminho para Deus.
  4. Aprenda a orar. Pode fazer-te bem, buscar um lugar tranquilo e reservar um tempo apropriado. No começo, não saberás o que fazer, e pode até ser incómodo para ti. Há muito tempo que tu não páras diante de Deus! Procura na Bíblia o livro dos Salmos e começa a recitar devagar algum deles. Detém-te somente naquelas frases que te dizem algo. Logo descobrirá que os Salmos reflectem os teus sofrimentos e as tuas alegrias, os teus anseios e a tua busca de Deus. Quando tiveres aprendido a saboreá-los, não mais os deixarás.
  5. Toma o Evangelho nas tuas mãos. Não é um livro a mais. Ali encontrará Jesus Cristo: ele é o verdadeiro caminho que te levará a Deus. Reserva tempo para lê-lo e saboreá-lo. Costuma-se dizer que o Evangelho é uma «regra de vida». E está certo. Porém, antes de tudo, ele é uma «Boa Notícia». Medita as palavras de Jesus e os seus gestos. Tu sentirás que algo começa a mover-se no teu coração. Jesus curar-te-á. Ensinar-te-á a viver.

Se fores constante e continuares a alimentar a tua vida neste pequeno livro no qual te encontras com Cristo, um dia descobrirás quanta verdade guardam as suas palavras: «Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não mais terá fome e quem crê em mim nunca mais terá sede.»

 

José Antonio Pagola 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 9 de 65

Calendário Carmelita

Setembro 2018
D S
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 1 2 3 4 5 6

Sondagem

Que acha deste site ...
 

Estatísticas

Visualizações de conteúdos : 1798075

Utilizadores Online

Temos 131 visitantes em linha