foto11.jpg
Está aqui:   Início
Comissariado Geral da Ordem do Carmo em Portugal

Nos finais do Século XIII, fundação em Moura (Alentejo). Em 1421 viviam, nesse convento, 42 religiosos professos. Por muito tempo a casa de Moura foi o único convento da Ordem em Portugal, até que a piedade do "Santo Condestável", o Beato Nuno Álvares Pereira, construiu o célebre Convento do Carmo de Lisboa, em louvor da Santíssima Virgem, entre 1394 e 1397, entregando-o aos Carmelitas e vindo a viver nele como irmão donato.

Em 1423 é erecta a Província de Portugal. Há um grande florescimento. Em 1580 começa a sua expansão missionária com a ida para o Brasil.

Em 1755, um grande terramoto, em Lisboa, mata muitos dos frades existentes. Em 1834, a Ordem é extinta em Portugal por um decreto governamental de extinção das Ordens Religiosas.

Em 1930, a Província da Bética (Espanha) começa restauração do Carmelo Português, em Lisboa. Por impossibilidade desta Província espanhola, são os Carmelitas do Brasil, a Província de Santo Elias do Rio de Janeiro, que assumem a continuidade desta restauração, a partir de 1954.

Em 8 de Dezembro de 1992, o Conselho Geral decreta que Comissariado Provincial de Portugal se transforme em Comissariado Geral.

 
O Novo Governo da Ordem

Image

O Novo Governo da Ordem: John Keating (Conselheiro Europa), Albertus Herwanta (Conselheiro Ásia-Australia-Oceanía), Christian Körner (Vice-Geral), Fernando Millán Romeral (Geral), Josef Jancar (Procurador), Desiderio Alimange (Conselheiro África), Kevin Alban (Ecónomo), Raúl Maraví, (Conselheiro América).

 
<< Início < Anterior 61 62 63 64 Seguinte > Final >>

Pág. 64 de 64

Calendário Carmelita

Maio 2018
D S
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2

Sondagem

Que acha deste site ...
 

Estatísticas

Visualizações de conteúdos : 1622947

Utilizadores Online

Temos 752 visitantes em linha