Se buscas Deus

Se buscas Deus

 

 alt


Há pessoas que desejam, sinceramente, encontrar Deus, porém não sabem qual o caminho a seguir. Sem dúvida, cada um tem de fazer o seu próprio percurso pessoal e ninguém pode indicar, a partir de fora, os passos concretos que devemos dar, porém há sugestões que podem ajudar a todos. Eis aqui algumas:

  1. Se buscas a Deus, antes de tudo, deixa de ter medo dele. Há pessoas que, quando ouvem falar de Deus, começam a pensar nas suas misérias e pecados. Este tipo de medo de Deus afasta-te dele. Deus conhece-te e deseja-te. Ele saberá encontrar o caminho para entrar na tua vida, por mais medíocre que ela seja.
  2. Não tenhas pressa. Age com calma. Há pessoas que, durante uns dias, movem-se muito, rezam, querem livros, buscam métodos para fazer oração; em poucos dias abandonam tudo e voltam à vida de sempre. Tu, caminha devagar! Descobre, humildemente, a tua pobreza e necessidade de Deus. Ele está junto de ti desejando fazer-te viver.
  3. Desce ao teu coração e chega às raízes mais secretas da tua vida. Tira todas as máscaras. Como podes ir disfarçado(a) ao encontro de Deus? Não tens necessidade de ocultar as tuas feridas nem a tua desordem. Pergunta-te sinceramente: O que estou buscando na vida? Por que não há paz no meu coração? O que necessito para viver com mais alegria? Por aí encontrarás um caminho para Deus.
  4. Aprenda a orar. Pode fazer-te bem, buscar um lugar tranquilo e reservar um tempo apropriado. No começo, não saberás o que fazer, e pode até ser incómodo para ti. Há muito tempo que tu não páras diante de Deus! Procura na Bíblia o livro dos Salmos e começa a recitar devagar algum deles. Detém-te somente naquelas frases que te dizem algo. Logo descobrirá que os Salmos reflectem os teus sofrimentos e as tuas alegrias, os teus anseios e a tua busca de Deus. Quando tiveres aprendido a saboreá-los, não mais os deixarás.
  5. Toma o Evangelho nas tuas mãos. Não é um livro a mais. Ali encontrará Jesus Cristo: ele é o verdadeiro caminho que te levará a Deus. Reserva tempo para lê-lo e saboreá-lo. Costuma-se dizer que o Evangelho é uma «regra de vida». E está certo. Porém, antes de tudo, ele é uma «Boa Notícia». Medita as palavras de Jesus e os seus gestos. Tu sentirás que algo começa a mover-se no teu coração. Jesus curar-te-á. Ensinar-te-á a viver.

Se fores constante e continuares a alimentar a tua vida neste pequeno livro no qual te encontras com Cristo, um dia descobrirás quanta verdade guardam as suas palavras: «Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não mais terá fome e quem crê em mim nunca mais terá sede.»

 

José Antonio Pagola 

Caminhos Carmelitas

  • Oração a Nossa Senhora
    Maria, modelo daqueles que não contam, dá-nos apreço pelo trabalho discreto, e faz-nos chegar à satisfação íntima de não nos sentirmos importantes. Maria, Mãe do impossível, ajuda-nos a vencer as...
  • Mostra-nos Jesus, bendito fruto do teu ventre
    ”Ninguém viu o Pai, diz-nos São João, senão o Filho e aqueles a quem o Filho o quis revelar.” Parece-me que também se pode dizer: “Ninguém penetrou o mistério de Cristo na sua profundidade, a não...
  • Centenário do nascimento de São João Paulo II (18 de Maio, 1920 – 18 de Maio, 2020)
    São João Paulo II e o Escapulário São João Paulo II usava o escapulário de Nossa Senhora do Carmo, desde o dia em que lhe foi imposto na sua Primeira comunhão (1929). Nunca mais dele se separou, nem...
  • 6º Domingo da Páscoa – Ano A
    “Não vos deixarei órfãos” O Evangelho do 6º Domingo da Páscoa, (Ano A), (Jo, 14, 15-21), apresenta duas mensagens fundamentais: a observância dos mandamentos e a promessa do Espírito Santo. Jesus...
  • As catequeses do Papa Francisco sobre as Bem-Aventuranças
    De 29 de Janeiro de 2020 a 29 de Abril o Papa Francisco apresentou nove catequeses sobre as Bem-Aventuranças. Indicamos a seguir os endereços electrónicos que dão acesso às mesmas. 29 DE JANEIRO: As...
  • Voltaremos juntos aqui, em acção de graças
    Ainda há pouco estávamos a viver com uma confiança imensa no poder cientifico-técnico, no poder económico-financeiro, pensando que estaríamos, porventura, imunes a qualquer epidemia ou, se ela...

Santos Carmelitas